terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Risoto de mulher ogre - Para 4 pessoas ou 2 ogros

Aê marmanjada, estou chegando por aqui pra colocar um toque feminino nesse blog e provar que é possível misturar ogrice e feminilidade numa receita ogre de mulher desejada como eu! Deixe-me apresentar sou Beatriz Ograntham.



Chego aqui com minhas mãozinhas delicadas (mas onde cabe uma porção razoável de bacon) para ensinar a vocês o risoto de fungi.

Ai vai chegar marmanjo dizendo: Pow véi o blog está perdendo a linha risoto lá é comida de ogro?

Explico: Nessa receita vai um tablete inteiro de manteiga, ela pode ser feita em míseros 40 minutos e você ainda pode adaptar com ingredientes de sobras ogras das suas comidas, então fica quieto, lê e mais tarde me agradeça!


O que você tem que ter em casa:


- 1 cebola grande
- Arroz tipo arbório (não vem com papo de viadagem, se não for assim não dá certo)
- 1 tablete de manteiga
- 1 porção tipo 3 mãos fechadas de fungi seco (pode substituir por linguiça, panceta, berinjela, tomate seco, carnes, palmito e outras coisas sólidas ogras que você come)
- caldo de carne
- 2 litros de água fervendo
- muito queijo parmesão ralado (o fresco fica bem melhor)
- Vinho tinto (pode ser do mais barato ou aquele guardado que você não tomou inteiro pra não assustar a catilanga que você levou pra casa)

Anotou bonito? Vamos lá sujar a mãozinha então.


Coloca metade da manteiga na panela espera derreter e joga a cebola picada, deixa subir aquele cheiro bom e até ela ficar assim com uma cor amarela. Jogue um copo e meio do arroz sem lavar mesmo, jogue um copo do vinho e sinta o cheiro quando acabar o cheiro do álcool evaporando, joga o fungi e começa a jogar o caldo.


Puta, não falei do caldo! A essa altura, você deve manter do lado da panela principal, outra leiterinha de água fervendo com dois tabletes de caldo de carne dentro, use uma concha para facilitar o seu serviço. Na primeira vez jogue umas 5 conchadas de caldo, e começa a mexer com a colher de pau. Depois quando secar o caldo (não espera grudar arroz no fundo locão!) joga mais umas 2 conchas, e vai fazendo isso e experimentando já que é um lariquento mesmo. Quando estiver mole mais dando uma prendidinha no dente ta pronto.

Agora chega a hora de impressionar a catilanga com uma frase de efeito. Encha o peito e diga: - Vou fazer o “mantecário”. Essa porra nada mais é do que desligar o fogo, jogar o resto da manteiga na panela, o queijo parmesão e fechar a tampa. Vai lá faz o bom menino, coloca a mesa e quando você terminar o “mantecário” está pronto.

Mexa tudo que está na panela e você tem um risoto dáora!

Pegou essa?! Comenta aí depois.


#Beijomeliga

3 comentários:

  1. Palavra do Ogro Mor:

    Rapaziada , esse rango eh o bicho. Mas nao quera impressionar a catilanga pra fazer um sexo depois, pq nao rola mano.
    O Barato eh pesado igual chumbo, e voce vai precisar de muito FX Channel, SporTV e Discovery pra digerir a parada.


    Muitos beijos e parabens pelo rango Bia!

    ResponderExcluir
  2. Há!!!

    Muito boa, Beatriz. Olha a ograda ae mostrando que a mulherada é capaz de fazer rangos daora e escrever com a delicadeza e sensibilidade que só uma mulher seria capaz. uma mulher ogra.

    Adorei a observação do tamanho da mão.

    Putz, agora vou sentir cheiro de cueca a cada vez que escrever no gato na grelha. To precisando recrutar uma garota pra me ajudar por lá :-)

    No bom sentido, claro.

    Abração
    Daniel Rodrigues
    Deitando o Gato na Grelha

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

 
Site Meter Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...